BENFEITA.BLOG.2022

 

 
FEV
25
2022
GUERRA NA EUROPA
O CONFLITO RÚSSIA - UCRÂNIA

Depois destes últimos dois anos de pandemia, cujos efeitos trágicos ainda não terminaram e em que já foram contabilizados mais de 400 milhões de pessoas infectadas e mais de 6 milhões de mortos em todo o mundo, surge agora, em pleno século XXI, o que para algumas pessoas seria impensável no tempo actual – um país invadir outro, por terra, mar e ar, no maior ataque registado na Europa desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Sob o falso pretexto de querer «proteger o povo da Ucrânia contra os abusos e o genocídeo do regime de Kiev», Vladimir Putin, presidente da Federação Russa, invadiu aquele país independente e democrático, em 24 de Fevereiro, com o fim de o "desmilitarizar e desnazificar".

Já para outras pessoas a História repete-se! Ou seja, quando já todos pensávamos que coisas como esta pertenciam ao passado e já não seria possível acontecerem neste mundo "civilizado" e "politicamente correcto", onde muita gente até já se preocupa com o direito dos animais julgando que os seus próprios direitos são coisa adquirida e garantida, a Rússia invade a Ucrânia num “jogo de xadrez” internacional que Vladimir Putin vem praticando aos olhos do mundo, em jogadas sucessivas, desde há algum tempo, fazendo crer que, afinal, andamos a perder demasiado tempo com coisas que, verdadeiramente, pouco interessam à humanidade quando a sua sobrevivência poderá estar em perigo.

Ninguém acreditava neste cenário, nem mesmo os próprios ucranianos, e já há centenas de mortos e feridos, civis e militares, em ambos os lados. E Putin foi logo ameaçando o Mundo de represálias imediatas caso algum país pretenda ter a veleidade de interferir contra esta invasão.

Desejamos que a evolução destes acontecimentos seja rápida, definitiva e cause o mínimo dano possível aos ucranianos, aos russos e a todos nós, mas a Paz Mundial parece ficar verdadeiramente ameaçada se, depois disto, a potência invasora sair vencedora deste conflito. Infelizmente, neste momento, julgamos já saber como tudo começou e os desenvolvimentos causam-nos uma grande apreensão pois ninguém poderá antecipar como tudo isto irá terminar – nem mesmo os Russos!

Em 2008 a Ucrânia pediu a sua integração nos países da NATO (OTAN - Organização do Tratado do Atlântico Norte) e, embora não tivesse sido recusada também ainda não foi admitida, exactamente por se saber que a Federação Russa não queria que isso acontecesse. Assim, e por essa razão, a NATO não tem poderes para intervir em defesa da Ucrânia. E por essa razão, também, a Rússia pôde entrar em conflito com a Ucrânia sem o risco de despoletar uma Terceira Guerra Mundial! No entanto, caso a adesão da Ucrânia à NATO venha a ser reconhecida no decorrer deste conflito, é previsível que tudo se venha a complicar ainda mais!

Porém, os países da Aliança Atlântica, não querendo entrar em conflito militar directo com a Rússia resolveram criar uma série de sanções políticas e económicas que prevêem o congelamento de contas bancárias de algumas pessoas influentes e a inibição de acesso ao sistema Swift, através do qual é possível realizar pagamentos bancários internacionais. Mesmo assim, e embora estas medidas sejam mais "Dalilas" do que "Sansões" ¹, os russos poderão querer responder aos 30 países aliados da NATO, encarando-as como provocações e actos de guerra, e começarem a ameaçar com recurso à via nuclear. E, assim, o mundo ficará a saber o que será pior - se as bombas nucleares, se a pandemia Covid, já que ainda não está satisfeito em saber que a Primeira Guerra Mundial causou 10 milhões de mortos e a Segunda, cerca de 80 milhões, dos quais cerca de 26 milhões eram da União Soviética!

A Benfeita toca o seu Sino da Paz a 7 de Maio, todos os anos, desde 1945. E, ao fim destes anos de paz na Europa, as sirenes sinalizadoras de ataque aéreo voltaram a soar na Ucrânia, no leste da Europa, para que as pessoas saíssem de suas casas e se refugiassem em abrigos anti-aéreos. Com medo justificado alguns dos 44 milhões de ucranianos pretendem fugir para outros países, o que dará início à maior onda de refugiados de que há história, prevendo-se já uma saída de mais de 4 milhões de pessoas.

Em Portugal, e um pouco por toda a Europa, sucedem-se manifestações de apoio ao povo ucraniano, tendo-se já enviado material militar, alimentos e agasalhos, e garantindo-se o acolhimento e apoio aos refugiados, sejam ou não familiares da vasta colónia de imigrantes ucranianos que já se encontram a trabalhar no nosso país. A maioria são mulheres e crianças, e pessoas idosas, já que os homens com idades entre os 18 e os 60 anos estão abrangidos pela lei marcial, tendo sido mobilizados para a guerra e estando impedidos de passar as fronteiras.

Esta colónia de imigrantes ucranianos está muito bem integrada no nosso país sendo, até à data, a quarta mais populosa, depois da brasileira, cabo-verdiana e romena.

O Site da Benfeita, neste momento de grande tensão internacional face ao grande número de ataques e de destruição que se começa a desenhar em Kiev, capital do país, espera e deseja que o bom-senso impere em ambas as partes para que este conflito não escale para um patamar de consequências imprevisíveis e se possa resolver pela via negocial, evitando-se mais mortos, feridos e destruição.

Junte-se a nós, clicando com o seu rato sobre o Sino para ouvir 77 marteladas correspondentes ao número de dias 7 de Maio que o Sino da Paz Português já celebrou ao longo da sua existência, para que a Paz regresse à Europa, e nela se mantenha para o bem de todos nós.

VIVALDO QUARESMA

Comente esta notícia no Entre aqui no Facebook, do Site da Benfeita!

¹ Sansão e Dalila é uma história da Bíblia que nos conta como uma mulher, a mando dos Filisteus, cortou o cabelo a Sansão para lhe tirar a força que possuía, para que o pudessem capturar. O autor deste texto brinca com a palavra “sanção” e o nome “Sansão” (homófonas) que têm igual som quando pronunciadas, equiparando o gesto de Dalila, de lhe cortar o cabelo, às sanções aplicadas à Rússia para a enfraquecer no seu poderio militar. Assim, o autor considera que as sanções da NATO contra a Rússia pela invasão da Ucrânia são mais Dalilas (cortes de cabelo) do que Sansões (resposta poderosa e musculada), embora também possam ser igualmente fortes e penalizadoras. Neste caso, porém, o poderio russo seria mais bem comparado com o gigante Golias (outra figura bíblica, soldado Filisteu de enorme estatura e força sansónica que foi derrotado por David) do que com o herói Sansão, que se perdeu de amores por uma mulher que, a troco de dinheiro, o traiu.


 
JAN
31
2022
LEGISLATIVAS 2022
NA BENFEITA

O resultado da votação destas eleições favoreceu o partido que estava no governo, o Partido Socialista, e que exercia funções desde Outubro de 2015, tendo penalizado os dois partidos que lhe davam apoio na "geringonça" mas que provocaram a sua queda, o PCP e o BE, com a sua intransigência na aprovação do orçamento do Estado que provocou a interrupção desta legislatura e a realização destas eleições.

Terminada a contagem dos votos para a Assembleia da República, foi reeleito como futuro Primeiro Ministro o Dr. António Costa, lider do Partido Socialista, com maioria absoluta, deixando assim de estar na mão de pequenos partidos e já não precisar de fazer alianças perigosas na próxima legislatura para governar Portugal, estando garantida maior estabilidade governativa.
Mas, isto, não vai significar necessariamente maior estabilidade política e social pois aqueles partidos, embora pequenos e eleitoralmente ainda mais diminuidos, são grandes no que respeita a realização de manifestações, protestos, greves e outras acções de rua, bem como moções de censura ou desconfiança que, embora simbólicas, irão provocar agitação social e abrir nova "guerrilha" institucional.

Os resultados desta votação, em que participaram 5.563.497 (51,42%) dos 10.820.337 eleitores inscritos, conferiram representação parlamentar aos seguintes partidos:

Partidos
Deputados
Nacional
Coimbra
Arganil
BENFEITA
PS
120
41,37%
45,23%
49,09%
45,95%
PSD
77
29,09%
29,15%
31,57%
40,00%
Chega
12
7,18%
6,13%
5,46%
3,24%
IL
8
4,91%
3,62%
2,02%
1,62%
CDU
6
4,30%
3,39%
1,77%
0,00%
BE
5
4,40%
5,09%
3,25%
1,08%
PAN
1
1,58%
1,20%
1,05%
0,00%
Livre
1
1,28%
1,02%
0,62%
1,08%
ABSTENÇÃO
-
48,58%
42,62%
43,79%
40,89%

De lamentar o afastamento da Assembleia da República do CDS-PP (Centro Democrático Social - Partido Popular), partido fundador do sistema democrático português, onde esteve presente desde 1974, que apenas obteve 1,60% dos votos, a nível nacional, não conseguindo eleger nenhum deputado.
Este partido contou com várias personalidades ilustres, ao longo da sua existência, como: Diogo Freitas do Amaral, Adelino Amaro da Costa, Victor Sá Machado, Basílio Horta, Lucas Pires, Adriano Moreira, Manuel Monteiro, Paulo Portas, Bagão Félix, Ribeiro e Castro, Maria José Nogueira Pinto e Assunção Cristas, entre outros, a quem deixamos as nossas homenagens, em nome dos valores democrata-cristãos que defenderam na sua vida política e parlamentar.

Embora possa parecer estranho, o facto do Livre ter obtido menos votos que o CDS/PP mas tenha conseguido eleger 1 deputado, deve-se ao modelo matemático utilizado para converter votos em mandatos – o método de Hondt, que toma em consideração: círculos eleitorais, número de deputados a eleger e número de partidos concorrentes. Este é o método mais utilizado no mundo, em países democráticos, e está consagrado constitucionalmente em Portugal na lei eleitoral para a Assembleia da República.

O círculo eleitoral de Coimbra, a que pertence a Benfeita, apenas elegeu 9 deputados, 6 do PS e 3 do PPD/PSD, para o total de 230 que, actualmente, fazem parte da Assembleia da República.

Dos 313 eleitores inscritos na Freguesia da Benfeita, foram votar 185 (59,11%). Se a abstenção foi grande e não está aqui em causa os motivos pelos quais muitas pessoas não foram votar, embora se lamente, já é condenável o facto de um pequeno número de pessoas (quase sempre o mesmo) exercer o seu direito de voto entregando boletins em branco, riscados ou neles escrevendo o que lhes passa pela cabeça. Serão analfabetos? Não terão consciência do que estão a fazer? Talvez! Mas até podem estar a proceder sempre da mesma maneira em todas as votações, pensando que estão a fazer bem, por pura ignorância, e não saberem que os votos brancos e nulos têm o mesmo caminho e não favorecem ninguém; ou seja, que foram votar "para o boneco"! Será que alguém, alguma vez, os ensinou a votar?

VIVALDO QUARESMA

Resultados actualizados em 29/03/2022

Veja também:
A contagem dos votos da Benfeita
Eleições 2019, na Benfeita



 OUTROS ANOS:

Ir para: