TORRE  DA  PAZ

Desenquadramento paisagístico?

A Capela de Santa Rita, a Capela do Senhor dos Passos e a Torre da Paz, embora construídas em épocas diferentes e obedecendo a estilos também diferentes, tinham algo em comum: o mesmo "peso arquitectónico" no ambiente em que estavam integradas. Talvez por serem, exteriormente, todas rebocadas com cimento e pintadas de branco.

A actual remodelação da Torre da Paz, integrada no Plano de Requalificação de Espaços Públicos, com os apoios comunitários, veio contribuir para a limpeza e tratamento do local, à tanto tempo desejados e tão merecidos. No entanto, veio desligá-la do anterior enquadramento paisagístico. As paredes da torre, exibindo agora o xisto inicial, perderam "peso" e quase "desapareceram" do cenário, em contraste com a alvura dos restantes membros do "trio", retirando-lhe a pouca majestosidade que ainda conservava e reduzindo-a a uma pequenez quase insignificante.

Que me perdoem os entusiastas da alteração efectuada; mas, posso já antever que, daqui por alguns anos, alguém virá que mandará rebocar as paredes exteriores da Torre e, de novo, mandará pintá-las de branco; ou não fosse branca a alegada cor da Paz.

Vivaldo Quaresma