BENFEITA.BLOG.2017

NOTÍCIAS DA TERRA...


VIVALDO QUARESMA - 07/05/2017

Pelo fim da Guerra na Europa!

PAZ na Europa!Já há alguns anos que no primeiro domingo de Maio se celebra o Dia da Mãe em homenagem a todas as mães e servindo para reforçar e demonstrar o amor dos filhos pelas suas mães. No entanto, não é habitual este dia coincidir com o dia em que, na Benfeita, se comemora o fim da Guerra na Europa, desde 7 de Maio de 1945.

Eu sou do tempo em que o Dia da Mãe se comemorava no feriado 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Portugal desde 1646; mas, já nos finais do século passado, o Dia da Mãe passou a ser uma data móvel sendo comemorado no primeiro domingo de Maio, mês de Maria, em homenagem à Virgem, mãe de Cristo, acabando com a tradição que já vinha sendo seguida em Portugal desde 1854. Algumas mães com vários filhos, ainda gozam do privilégio de serem homenageadas nas duas datas, quando uns teimosamente mantêm o antigo costume e outros, ordeiramente, aderiram à mudança da data.

Neste Dia da Mãe juntamos dois pedidos na mesma oração à Mãe de Cristo: que permita que continuemos a merecer o amor e o carinho das nossas mães ou a preservar a doce lembrança que delas guardamos e que mantenha os portugueses fora desta guerra que, lentamente, se começa a desenhar, de novo, no nosso continente e sobre a qual o Papa Francisco já alertou o mundo.

Quando perdemos a nossa mãe passamos por uma experiência sem igual, abrindo-se um grande vazio na nossa alma que raramente conseguimos preencher; apenas a lembrança dos bons momentos nos consegue trazer um pouco de conforto e resignação pela sua perda. Mas, quando perdemos a Paz e presentimos a ameaça de uma nova Guerra Total em quase todas as notícias que chegam até nós, na Europa e em muitas outras partes do mundo, numa Terceira Guerra Mundial repartida por toda a Terra, já não acreditamos que alguém nos possa vir a manter neutrais e pacíficos, como em 1940, num eventual conflito generalizado que parece aproximar-se a cada dia que passa.

Na Benfeita ainda se comemora o fim da guerra na Europa; mas, "por quanto tempo mais?" parece ser a pergunta que todos receamos fazer. Embora estas comemorações já aconteçam há 72 anos não há nenhuma garantia de continuidade da Paz neste mundo em ebulição.

Este ano, tal como no anterior, o automatismo do relógio da Torre da Paz fez má figura e mesmo estando um domingo de sol radioso (ao contrário do ano passado que choveu intensamente), também ninguém se aproximou para ouvir as badaladas do Sino da Paz. Mas ele tocou!
Já passava das duas da tarde quando o presidente da Junta, Alfredo Martins, vendo que o automatismo não entrava em funcionamento, avançou para a Torre da Paz e só de lá saiu depois dos 1620 toques terminarem, cerca das 15:15. Mais uma vez, a uma cadência de 30 toques por minuto, o antigo relógio monumental lá despachou apressadamente a tarefa em menos de uma hora.

Também a autarquia, que em manifestos anteriores tanto prestigiou esta antiga tradição benfeitense e dela pretendeu fazer um ex-libris da região, não organizou nenhum evento comemorativo. Talvez este projecto volte a recuperar o seu "interesse" na campanha eleitoral dos candidatos a autarcas, nas próximas eleições de Outubro!

Veja aqui mais tópicos sobre este assunto.

VIVALDO QUARESMA


2017 |  20162015201420132012201120102009200820072006200520042003