BENFEITA.BLOG.2007

NOTÍCIAS DA TERRA...


A COMARCA DE ARGANIL - 04/12/2007

Convívio de idosos na freguesia

Promovido pela Direcção de Gestão de Áreas Classificadas do Centro e Alto Alentejo, teve lugar na passada semana um magusto, para o qual foram convidados os utentes dos Centros Sociais de Coja, Cerdeira e Moura da Serra, e da Benfeita, com as suas extensões de Pardieiros e Monte Frio.

Iniciado com uma visita guiada à Mata da Margaraça, onde apreciaram as belezas naturais das diversas espécies vegetais ali existentes, que são o motivo justificativo das inúmeras visitas de professores e alunos de estabelecimentos de ensino superior.

Como a iniciativa partiu do ICNB, que também ofereceu as castanhas e a respectiva jeropiga, foi o convívio realizado no Santuário de Nossa Senhora das Necessidades, local aprazível dispondo de óptimas condições para estas reuniões, que têm ainda o sentido de fortalecer as relações entre as instituições que proporcionam aos utentes umas horas de alegria e boa disposição e se deliciaram com uma tarde primorosa.

Merecem o nosso reconhecimento, não só, os promotores desta festa; mas, também, os dirigentes e colaboradores das instituições referidas que se empenharam em efectuar mais este evento na nossa freguesia que teve bom êxito.

A.COSTA


A COMARCA DE ARGANIL - 22/11/2007

Casal estrangeiro no "Casal da Misarela"

O Casal da Misarela que, em tempos remotos, fez parte integrante da freguesia da Benfeita, situado na periferia dos Pardieiros, num local sobranceiro à Fraga da Pena, foi-se desertificando, encontrando-se desde há anos desabitado. Foi recentemente adquirido por um casal de estrangeiros que, no seu dizer, ali pretende instalar-se.

No dia de Todos-os-Santos os novos proprietários ao procederem à limpeza em redor das habitações, resolveram fazer uma queimada aos lixos acumulados. Não prevendo o pior, deixaram o rescaldo abandonado que, com o vento, reacendeu e se propagou à mata circundante e foi necessário recorrer aos Bombeiros que, prontamente, compareceram em força mas não evitou que ardesse uma área considerável.

A.COSTA


JORNAL DE ARGANIL - 09/08/2007

Centro de Dia

No dia 26 de Julho alguns utentes do Centro de Dia e das extensões dos Pardieiros e do Monte Frio foram em passeio até à Praia de Mira, tendo partido às 8 horas e regressado ao fim da tarde. Foi no Dia dos Avós e, também por isso, foi um dia de agradável convívio. A jornada foi passada na praia onde tiveram o prazer de saborear uma bela caldeirada de peixe. Todos os participantes vinham contentes pelo passeio e pelas belezas da Praia de Mira. É de louvar o carinho e o amor que a querida assistente social, a srª drª Elizabete Cordeiro, tem pelos utentes que estão a seu cargo. Além disso anda sempre bem disposta e a colaborar em tudo o que se passa. O transporte foi assegurado pelo Centro Paroquial de Coja.

No Centro, está patente ao público uma exposição de bonitos artigos que foram feitos pelas meninas e jovens que estiveram na ocupação dos tempos livres. Aqui ficam alguns nomes: Patrícia Alexandra Pereira, das Luadas; Mónica Pereira Cardoso, Catarina Marques Fonseca e Maria João Reis Costa, da Benfeita, e Diana Borges Pereira, do Enxudro. Participou também o Flávio Duarte. Estes jovens prestaram bons serviços ao Centro de Dia; por isso, aqui fica uma palavra de parabéns e felicidades.

MINA


SITE DA BENFEITA - 12/06/2007

Feira das Freguesias de Arganil

A Câmara Municipal de Arganil, em colaboração com a Casa da Comarca de Arganil, levou a efeito nos dias 8, 9 e 10 de Junho, uma mostra gastronómica tradicional, na Praça Simões Dias e zonas adjacentes, em que participaram todas as 18 Juntas de Freguesia do Município de Arganil. A Benfeita esteve representada pela Liga de Melhoramentos das Luadas que obteve um enorme êxito graças a uma ementa típica tradicional muito apreciada onde não faltou o cabrito assado, o arroz doce, os coscoréis e a tijelada, entre outras iguarias.

Com as freguesias, além das suas tradições e artesanato, vieram também os seus grupos culturais e recreativos de danças e cantares, num total de 16, entre tunas, filarmónicas e ranchos folclóricos, para animar o ambiente, em dois palcos distintos.

Este certame foi uma reedição melhorada do realizado no ano passado que também obteve um enorme êxito, contribuindo fortemente, não só, para a divulgação e preservação do património gastronómico local, como também constituindo uma mostra da diversidade das tradições, usos e costumes, danças e cantares das nossas aldeias num grande espectáculo de folclore, como o povo gosta.

As numerosas tasquinhas exibiam as suas delícias espalhadas pelo recinto e era um gosto percorrê-las numa onda de confraternização regional, com os olhos gulosos observando tudo, e água na boca.

VIVALDO QUARESMA


JORNAL DE ARGANIL - 31/05/2007

CENTRO DE DIA EM FESTA

O Centro de Dia da Benfeita esteve em festa no passado dia 19, ao festejar 22 anos de existência. Tendo iniciado a sua acção social apenas com o serviço de lanche, passadas mais de duas décadas, a sua actividade tem sido bastante activa em toda a freguesia, não só servindo as restantes refeições, como no Apoio Domiciliário.

Na sua orientação teve sempre óptimas assistentes sociais. Recordamos a drª Maria do Rosário Pimentel, de Arganil, que à sua frente esteve cerca de 9 anos. Em sua substituição veio a drª Anabela Dias, de Vila Cova de Alva e finalmente chegou a drª Elisabete Cordeiro, de S.Pedro de Alva, a qual tem prestado bons serviços.

Voltando a 19 de Maio findo, houve festa rija, com lanche ajantarado, realizada no Santuário de Nossa Senhora das Necessidades, estando também presentes as extensões de Pardieiros e Monte Frio.

Além de uma boa gastronomia, há a registar a parte recreativa, na qual foi actor o Rancho Folclórico "As Flores", do Casal de S.João, com as suas bonitas canções e danças. Há aqui que reconhecer o feito de um homem, que se chama Arménio Santos que, além de manter um grupo desta natureza, alia a sua dinâmica à frente da Associação de Moradores daquela aldeia. É de registar também que na tocata fazem parte três tocadores da nossa freguesia: Brasílio Figueira e seu filho Ângelo, de Pai das Donas, e Arlindo, do Monte Frio.

Antes da actuação deste Rancho, algumas senhoras cantaram versos da nossa terra, como foi o caso de Maria do Rosário Simões, Dorinda dos Anjos Martins, Maria dos Anjos Gonçalves e Gilberta dos Santos Nunes Dias, tendo esta recitado as seguintes quadras de sua autoria:

O nosso Centro de Dia,
Hoje é muito "pequenino".
Aqui estamos a festejar,
Com todo o amor e carinho.

Ele já nos dá muito apoio,
Ninguém diga o contrário.
Por isso lhe cantamos parabéns,
Pelo seu vigésimo-segundo aniversário.

Já está bem crescidinho,
Para muito nos ajudar.
Vamos ter fé e esperança
Que um dia se faça o Lar.

Temos uma Direcção empenhada
Para que tudo isso aconteça;
Imploramos a Deus ajuda,
A questão é que a gente mereça.

Para que tudo se realize,
Todos temos que colaborar.
Cada um com o que pode,
Para que tudo se possa concretizar.

A união faz a força...
Doença e velhice, são pertinentes.
Quando mal nos descuidamos,
Já estamos dependentes.

A todos estes ventos,
Devemos comparecer.
Não nos fechemos na toca
E deixar os outros fazer.

Tenham em conta o Evangelho,
Dos que trabalham sem nada ganhar.
Muitos utentes foram ajudados
E nós também podemos precisar.

Só temos que agradecer,
Com viva e alta voz,
A todos quantos estão
Para o bem de todos nós!

MINA


JORNAL DE ARGANIL - 08/03/2007

Biblioteca Simões Dias

Como é do conhecimento generalizado, a Câmara Municipal de Arganil adquiriu a casa onde nasceu o nosso grande poeta Simões Dias, para ali ser instalada uma Biblioteca e Museu com o seu nome. Por este facto, a Junta de Freguesia, na pessoa do seu presidente Alfredo Martins Oliveira, vem por este meio apelar a todos os amigos da nossa terra que ofereçam livros antigos e bem assim qualquer objecto antigo para fazer parte do Museu.

MINA


COMARCA DE ARGANIL - 16/01/2007

PASSAGEM DE ANO EM FESTA

A passagem de ano, na Benfeita, foi comemorada com um acto festivo, como há muitos anos não assistíamos.
A equipa de jovens que há meses assumiu os destinos da colectividade, todos com graus académicos elevados e muitos deles até já licenciados, entendeu levar a efeito e com êxito, um jantar onde todos os associados e não só, pudessem confraternizar durante a passagem de ano. E foi com muita dignidade que se dedicaram à causa, pois para além do requinte com que abrilhantaram todo o seu programa, mostraram à massa associativa ali presente o seu espírito de regionalismo, união e brio, em pôr à prova o sentimento que lhes vai na alma. Temos também a salientar que a população residente, comparecendo cerca de 80 pessoas foi uma prova de estímulo aos protagonistas que bem o merecem.
A gastronomia regional não fugiu à tradição e à qualidade de sempre, tendo merecido uma referência especial às cozinheiras.
Um ambiente festivo e uma confraternização verdadeiramente familiar com um conjunto, constituído por pai e filho «Os Figueiras», de Pai das Donas, que ofereceu boa música a que a maioria dos presentes correspondeu num divertimento constante.
No recinto da esplanada da sede foi também acesa uma grande fogueira, que toda a noite ardeu e ajudou a cumprir a tradição natalícia.
Quando soou a meia-noite foi um delírio na sala, com as garrafas de espumante a estourarem enquanto outros se saudavam pelas felicidades do novo ano que chegava.
Fica, assim, uma noite memorável para a história da Liga de Melhoramentos da Freguesia da Benfeita em que todos os comentários foram de rasgados elogios aos dirigentes que a idealizaram e realizaram com pés e cabeça.

MANTEVE-SE A TRADIÇÃO

Apesar da freguesia da Benfeita ser muito desertificada ainda se vai notando na nossa gente, alguma persistência em manter tradições, que só nos merecem louvores.
A juventude, acompanhada por alguns animadores e com o apoio da Junta de Freguesia, juntou no Largo da Capela uma grande quantidade de cepos de árvores, que fizeram crepitar uma fogueira durante as três noites da praxe.
Pela mesma organização foi colocado no espaço de lazer da Fonte das Moscas, um presépio com a Sagrada Família, devidamente iluminado, que fazia uma linda vista nocturna.
Também em diversas casas particulares se viam iluminações coloridas num ambiente calmo e de verdadeira paz.
O mesmo aconteceu um pouco por toda a freguesia, onde não faltaram, também, as fogueiras de Natal e outros motivos alusivos a esta quadra.

A.N.COSTA


2017201620152014201320122011201020092008 |  2007 |  2006200520042003