BENFEITA.BLOG.2004

NOTÍCIAS DA TERRA...


JORNAL DE ARGANIL - 16/09/2004

LIGA DE MELHORAMENTOS

A Liga de Melhoramentos da Freguesia de Benfeita esteve quase a fechar as portas da sua sede por motivos que não entendemos, porque a anterior direcção começou bem e tinha bons projectos para lhe dar vida. Só que, com o decorrer dos meses, as coisas pioraram e a sede esteve quase a fechar as suas portas. Mas, graças a um elemento que agora faz parte da nova direcção "empertigou-se" e ao convocar um grupo de amigos, foi realizada uma assembleia geral extraordinária, que reuniu no passado dia 4 e ali se elegeram novos corpos gerentes, assim constituídos:

Assembleia Geral - Presidente: Carlos Alberto Alves Cerejeira; Vice-presidente: Aurélio Simões Quaresma; Secretário: João Sousa Barros.
Direcção - Presidente: Paulo Ferreira Francisco Marques; Vice-presidente: Arlindo Martins Simões; Secretários: Alfredo Oliveira Gonçalves Martins e Sofia Catarina Dias Martins Simões; Tesoureiro: Ricardo José Lopes Rodrigues Gonçalves; Vogais: Horácio Gonçalves Martins e Marcelo Marques Gonçalves.
Conselho Fiscal - Presidente: Alfredo Paulo de Jesus; Vice-presidente: Ângelo de Jesus Femandes, Secretário: Marcelo do Rosário Oliveira.
Agora com novos dirigentes a assumir a nossa Liga, esperamos que façam desta terra um jardim à beira das Ribeiras do Carcavão e da Mata da Margaraça e como está de mãos dadas com a Junta de Freguesia, o que não aconteceu anteriormente, estamos em crer que podemos ter confiança na nova equipa.

MINA


JORNAL DE ARGANIL - 26/08/2004

FESTA DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO

No dia 15 de Agosto realizou-se a festa em honra de Nossa Senhora da Assunção, nossa padroeira, que se revestiu de muito brilho, tanto religioso como profano. No dia 13 abrilhantou o arraial o conjunto de Arganil «Gomape Music». No dia 14, durante a tarde houve boa música, transmitida pela aparelhagem da nossa capela, não faltando o porco assado no espeto, e à noite animou o baile o famoso conjunto de Almada, «Clave».
Dia 15, o principal da festa, logo pela manhã a malta acordou com alvorada, não fossem os «Bombos de S. Nicolau», de Pardieiros a terem essa missão, chegando de seguida a bela e afamada Filarmónica Arganilense, que depois de cumprimentar os benfeitenses, participou na missa e na procissão, na qual se incorporou a Irmandade do Santíssimo e as imagens de Santa Rita, Sagrado Coração de Jesus, Senhora de Fátima, S. José, Mártir S.Sebastião e Nossa Senhora da Assunção, actos que foram presididos pelo pároco padre dr. António Dinis. Esta Filarmónica, segundo nos foi informado, nunca veio à Benfeita fazer qualquer festa. Pela sua participação e concerto que deu provas que é uma filarmónica que apesar dos seus 150 anos continua jovem e muito afinada, tocando músicas que são do agrado do povo, e foi esse mesmo povo que a escutou com atenção e alegria.
A festa continuou com as actuações dos Ranchos de S.Pedro de Alva, Pinheiro de Coja e Covas e o baile este com o «Eclipse».
No dia 16 realizou-se mais uma procissão com as imagens de Santa Rita e Senhora da Assunção de regresso às suas capelas, com celebração de eucaristia e à tarde teve lugar um convívio, onde não faltou sardinha assada e a bela pinga.
Os mordomos que organizaram a festa 2004 e que merecem os nossos aplausos, foram: José António Gonçalves Ramos, Luís Miguel Quaresma Nunes, Manuel Femandes Ribeiro e Femando Gabriel Paiva.
Aos mordomos de 2005, desejamos boa sorte, que são: José Pedro Martins, José Manuel Cruz Pereira, Rui Pedro Martins Correia e José Alberto Jesus Neves.

MINA


JORNAL DE ARGANIL - 08/07/2004

GRUPOS SÓCIO-CARITATIVOS

Mais um convívio de grande alcance social foi realizado no Santuário de Nossa Senhora das Necessidades, no dia 20 de Junho. Participaram os Grupos Sócio-Caritativos da região: Coja, Barril de Alva, Cerdeira, Folques, Tábua, Secarias, Carapinha, Góis e Benfeita (grupo organizador).
Alguns oradores, como a drª. Margarida Simões, da Cáritas, e prof. Ramos Mendes, focaram a importância destes convívios, onde a união da família foi e será sempre o assunto que merece mais destaque.
Todos os cânticos religiosos estiveram a cargo de D. Maria Manuela Tavares Silva, que merece os nossos aplausos pela forma como os soube orientar e, por isso, lhe desejamos felicidades para continuar com a tarefa.
Depois da apresentação dos grupos, pelo amigo Arménio Filipe, de Cerdeira, todos se dirigiram para a igreja de Nossa Senhora da Guia, onde foi celebrada missa, da responsabilidade do padre Manuel Paiva, de Tábua, e do nosso pároco padre dr. António Dinis.
O Grupo Sócio-Caritativo da nossa comunidade ofereceu a todos uma pequena lembrança (colheres de pau, com a imagem de Nossa Senhora das Necessidades). O Grupo de Carapinha ofereceu também uma linda cruz, em madeira, que fica a atestar a sua passagem por este santuário.
No final da missa todos saborearam um lanche, partilhado por cerca de 150 pessoas.

MINA


JORNAL DE ARGANIL - 24/06/2004

FESTA DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

Realizou-se no dia 13 a festa em honra do Santíssimo Sacramento. Para além do cerimonial religioso habitual, teve lugar a comunhão das crianças, dos diversos cursos da Catequese, acompanhadas pelos pais e catequistas. Estas cerimónias, presididas pelo nosso pároco padre dr. António Dinis, foram acompanhadas pela Filarmónica de Coja. No final da missa, saiu a procissão pelo itinerário habitual, na qual se incorporaram as Irmandades da freguesia: Senhora da Paz, do Sardal; S. Nicolau e Senhora da Saúde, de Pardieiros e Santíssimo e Senhora da Assunção, de Benfeita.
Embora as ruas não estivessem na melhor ordem para a passagem da procissão, o empreiteiro, num gesto de louvar, deu-lhe um arranjo que amenizou a situação.
Foram mordomos desta festa os quatro irmãos: Carlos, Vítor Manuel, Jorge Paulo e Maria Adelina Prata Simões, esta representada por seu marido, Carlos Carvalho Simões. As mordomas foram as meninas Elsa Cristina Gonçalves Ribeiro, de Luadas e Ana Sofia Pedrosa Pereira, de Pai das Donas.
Para o ano que vem foram nomeados mordomos: Agapito de Assunção Nunes, Adelino Quaresma e Hermínio Nunes Ferreira, de Monte Frio; eng. António Duarte Simões Luís, do Sardal e Aníbal Pereira Martins, da Dreia. Foram também nomeadas duas meninas de Luadas, mas cujos nomes desconhecemos.

MINA


JORNAL DE ARGANIL - 10/06/2004

Na BENFEITA a requalificação urbana continua

Após a 1ª fase das obras de requalificação urbana da Benfeita, no âmbito do Programa das Aldeias de Xisto, que constou da restauração e melhoria de dois imóveis públicos - a Torre da Paz e a Escola Primária - as obras prosseguem. Embora estas estivessem paradas, devido a «certos desentendimentos» a nível governamental, encontram-se em curso o calcetamento das ruas e a colocação dos cabos subterrâneos da electricidade e dos telefones.
A 3ª fase, que diz respeito à reabilitação de casas de habitação, foi no dia 24 de Maio assinado um protocolo entre a Câmara Municipal e os proprietários, sujeitando-se estes ao compromisso de alterarem as suas casas como está em projecto. Daí que recebam 30% do valor da obra a executar. Para esta fase serão investidos 160 mil euros, na qual estão abrangidos 17 imóveis.
Neste acto singelo, cheio de entusiasmo, como disse o presidente da Junta de Freguesia, António Quaresma Martinho, vê outra dignidade a ser introduzida na Benfeita e para os proprietários que se deslocaram de fora propositadamente para assinar o protocolo, deixou-lhes um abraço de amizade e afirmou que a data era um grande momento que «ficaria gravado no coração de todos nós». Sendo um defensor acérrimo no desenvolvimento do projecto, António Martinho estava satisfeito por ver esse projecto aprovado e posto em andamento pelo Grupo Técnico Local (G.T.L.) e apoiado pela Câmara, ali representados pelo eng. Rui Reis, Luís Elias Paiva, arquitecto Miguel Pinheiro (elemento também preponderante na evolução do projecto) e dr. Miguel Maranha.
O arquitecto Miguel Pinheiro, em nome da Câmara, fez notar que este empreendimento é de grande alcance para a revitalização da Benfeita, projecto que no global importa em 750 mil euros. Ao fazer o balanço do que foi feito e o que está em andamento, e para o efeito elogiou a paciência e a compreensão dos benfeitenses, fez registar que, concluído o processo da aderência dos proprietários para a beneficiação das suas casas, num total de dezassete, seguir-se-á a última fase, que consta da requalificação da chamada frente fluvial, tendo como envolvente as Ribeiras da Mata e do Carcavão, Fonte das Moscas, Parque Infantil, Areal e possivelmente o parque desportivo. Enfim, a Avenida Dr. Mário Mathias ficará autenticamente transformada e que de alguma forma perpetuará o nome de quem foi um dos maiores e acérrimos defensores do progresso da Benfeita, sobretudo nas décadas de 40-50-60 e 70.
A encerrar esta cerimónia, simples, mas de muito significado para a localidade, que marcará o virar de mais uma página para o progresso da Benfeita, iniciou-se o acto das assinaturas dos proprietários, sendo a primeira a assinar Lucinda Rosário Oliveira.
Seguiram-se depois os proprietários (nem todos presentes): Herdeiros de José Dias, Alberto Francisco Nunes, Dorinda dos Anjos Martins, Albertino Simões Quaresma, Arminda Nazaré Gonçalves, José Joaquim Martins da Fonseca, Lucinda Rosário Oliveira e Herdeiros, João dos Santos Barros, Beatriz da Silva Marques Gonçalves e Herdeiros, Alice Gonçalves, António Jesus Francisco Nunes, Herdeiros de Adelino Augusto da Fonseca, Noémia Ferreira Prata e Artur Rosário Prata, Sérgio Martins, Vítor José Palma Mendes Castilho e José Maria Pires Ferreira.


JORNAL DE ARGANIL - 27/05/2004

ANIVERSÁRIO DO CENTRO DE DIA

No dia 8 deste mês a nossa comunidade esteve em festa num lindo dia de sol, com a comemoração dos 19 anos de vida do Centro de Dia. Recordou-se o início da sua criação, para a qual muito contribuíram José Bemardo Quaresma, Manuel Simões, Hermínio Dias, José Martins Pereira e padre dr. António Dinis.
A festa constou de um abundante almoço, no qual participaram cerca de 100 pessoas, algumas delas vindas das extensões de Pardieiros e Monte Frio. É de realçar o trabalho desenvolvido pela responsável, dra. Elisabete Cordeiro e de António Quaresma Martinho, com a colaboração de Carlos Almeida, da Dreia.
No final, usaram da palavra António Quaresma Martinho, tesoureiro da instituição, Hermínio Rosário Dias, a funcionária Adélia, o padre António Dinis, Horácio Conde e a nossa assistente social, cujas palavras exteriorizaram o que de bom representa para a freguesia o Centro de Dia, um espaço onde todos convivem e são tratados carinhosamente.
O convívio era para ser realizado no Santuário de Nossa Senhora das Necessidades, porém, devido à irregularidade do tempo foi transferido para o salão da Liga de Melhoramentos, onde também foi apreciada uma exposição de bordados e toalhas oferecidas pelas senhoras, estando também patente uma quermesse com artigos cerâmicos oferecidos pela CERARPA, de Coja.
A tarde foi muito animada, pois participou o Rancho da Casa do Povo de S. Pedro de Alva, terra natal da nossa assistente social, muito apreciado e aplaudido, e um grupo de fadistas e tocadores da nosssa terra, salientando-se a Aldina, dos Pardieiros; o Arlindo, do Monte frio; o Marcelo, das Luadas e o Eduardo Dias, Arnaldo Duarte, José Duarte e Laurindo Adelino, da Benfeita.

MINA


JORNAL DE ARGANIL - 27/05/2004

O 7 DE MAIO

Já lá vão 59 anos que o relógio instalado na Torre Salazar, que depois do 25 de Abril passou a chamar-se Torre da Paz, por ter gravado a seguinte legenda: Este Sino da Paz tocou pela primeira vez a anunciar o fim da guerra na Europa.
Mais uma vez cumpriu a sua missão no dia 7 do corrente, recordando o final da guerra em 1945, com as suas badaladas, que na altura foram dadas pela mão do então presidente da Junta de Freguesia, Alfredo Nunes Santos Oliveira.
Este património, classificado monumento nacional, foi uma iniciativa do saudoso Dr. Mário Mathias, um dos grandes homens da Benfeita que impulsionou o seu progresso.
O relógio foi construído por outro grande homem do concelho, mais propriamente de Sobral Magro (Pomares), chamado Manuel Francisco Cousinha, e o autor destas linhas tem o privilégio de ter sido, durante 57 anos, o responsável pelo funcionamento do relógio, que até à data nunca foi preciso dar qualquer reparação ao seu maquinismo.
Durante muitos anos a torre mostrou aspecto de abandono, mas graças ao Programa das Aldeias de Xisto, foi devidamente reparada, devido ao empenhamento da Junta de Freguesia, na pessoa do seu presidente António Quaresma Martinho, com o patrocínio da Câmara Municipal.
A obra está bonita, sendo mais um motivo para os turistas visitarem.

MINA


VIVALDO QUARESMA - 20/05/2004

Dia da Espiga

Isaura Quaresma

O "Dia da Espiga", que de alguma forma marcava o início da época das colheitas, assumia uma importância especial, uma vez que se aproveitava esta data, para as manifestações tradicionais mais características desta freguesia rural.

Os alunos da escola primária formavam pequenos grupos e saíam para as redondezas em busca daquele que seria o melhor ramo de espiga da escola. Depois, com a sala florida, ouviam os ensinamentos do mestre e, no final, levavam os ramos para casa para os oferecerem a suas mães.


Veja a notícia toda
CARLOS BRANDÃO - 13/04/2004

Assembleia Geral

Liga de Melhoramentos da Freguesia da Benfeita

Notas da Assembleia Geral realizada em 10 de Abril de 2004, na Benfeita:

Ponto 1 - Apresentação do relatório e contas:
Foi apresentado o Relatório e Contas referente ao ano de 2003, bem como o parecer do Conselho Fiscal, tendo sido aprovado com algumas recomendações. Em relação ao futuro sobre os documentos a apresentar terá que ser cumprido o que a lei determina. As contas referentes ao exercício, foram aprovadas por unanimidade.

Ponto 2 - Assuntos de interesse geral:
Foi analisado o balanço da actividade da Direcção de 2003, tendo sido aprovados, por unanimidade, os votos de louvor e agradecimento, a todas as senhoras da Benfeita que se envolveram na angariação de fundos destinados à aquisição de cortinados novos, bem assim como a um aparador, para guardar a louça.
Foi tambem aprovado por unanimidade a autorização de se fazer uma nova reclassificação dos sócios, retirando das listagens todos os sócios já falecidos e todos aqueles que não pagam as quotas à mais de dois anos. Neste ponto ficou uma advertência para que a Direcção deva contactar todos aqueles que não pagaram, ou fazer um anuncio público.
Foi analisado o problema das obras da Liga dentro do plano da recuperação da Aldeia, sendo recomendado por esta Assembleia, que se deva lutar pelo cumprimento do que está previsto no plano das Aldeias de Xisto.
Foram revistos e aprovados todos os temas apresentados, no caso da EDP (aquecimento), PT (cabine telefónica), etc.

Ponto 3 - Eleições novos corpos gerentes:
Após diversas tentativas não se conseguiu formar qualquer lista, pelo que foi nomeada uma Comissão Administrativa, pelo prazo de 60 dias, composta pelo Presidente da Assembleia Geral, Carlos Cerejeira, pelo Vice-Presidente do Conselho Fiscal, Ângelo Oliveira e pelo Presidente da Direcção, Carlos Brandão.

Em conclusão:
O que aqui se apresenta traduz, de uma forma simples e resumida, o que de mais importante se passou nesta Assembleia, salientando-se, como nota final, a fraca assistência de apenas 26 sócios.

Carlos Brandão


VIVALDO QUARESMA - 30/03/2004

Parabéns !

Tendo iniciado a sua publicação em 30 de Março de 1926, este semanário da região de Arganil comemora, hoje, 78 anos de existência.

Os nossos parabéns ao "Jornal de Arganil" (administração, direcção, técnicos e colaboradores), pela forma livre, isenta, pluralista e independente com que exercem a sua actividade de informar as populações locais, partilhando as tristezas e as alegrias da nossa comunidade, numa afirmação inequívoca da sua real importância para toda a região.

De salientar a forma como têm procurado, exemplarmente, contribuir para o enriquecimento cultural dos seus leitores, não esquecendo o papel relevante que têm prestado junto daqueles que se encontram fora do país, fortalecendo e estreitando os laços afectivos à sua terra natal.

Não podemos omitir, nesta ocasião, a prestimosa colaboração de António Alberto Martins (o "tio Mina", da Benfeita), cujo contributo simples e desinteressado é muito apreciado pelos leitores benfeitenses e a quem muito se deve na divulgação das notícias da nossa terra. Para ele, também, os nossos votos de boa saúde e que a sua chama jornalística se mantenha acesa durante muitos e bons anos.


VIVALDO QUARESMA - 16/03/2004

CTT nas Juntas de Freguesia

O edifício, em cujo Rés-do-Chão funcionou, nos últimos 38 anos, os CTT da Benfeita, embora sendo propriedade de Dª Lucinda Dias, mãe do professor Carlos Dias (Carlos da Capela), foi construído propositadamente para instalação dos serviços dos CTT, pelo benfeitense Alberto Bernardo Dias, sob planta e fiscalização técnica dos engenheiros da Administração Geral dos Correios, Telégrafos e Telefones, mercê de um contrato de aluguer entre o proprietário construtor e aquele Departamento do Estado.
Foi inaugurado em 27/06/1966, com toda a pompa e circunstância, na presença do Sr.Governador Civil do Distrito de Coimbra, Eng. José Horácio de Moura e de um qualificado representante do Correio-Mor. Ao acto estiveram presentes, o prior da freguesia - Padre Joaquim da Costa Loureiro, o Presidente da Junta de Freguesia - Dr. Mário Mathias, o Presidente da Câmara Municipal de Arganil - Coronel Silva Sanches e o médico municipal de Arganil - Dr.Parente dos Santos, entre outras individualidades e público.

Por decisão estratégica dos CTT, foi decidido encerrar todas as estações e postos dos Correios, "nas zonas rurais e de densidade populacional reduzida". Com base nesta decisão foi assinado, em 2 de Setembro de 2003, um protocolo entre os CTT-Correios de Portugal e a ANAFRE-Associação Nacional de Freguesias, com vista à transferência, para aquelas autarquias, das estações e postos de correio abrangidos.

O processo de encerramento do posto de correio da Benfeita e a transferência dos respectivos serviços de venda ao público para a Junta de Freguesia gerou alguma insatisfação e descontentamento na população e na autarquia; porém, os CTT e a Anafre não reconheceram os argumentos que estiveram na base da contestação, gerada a nível nacional, salientando que a transferência da rede de atendimento previu, precisamente:

1 - Garantir um serviço melhor e mais próximo das populações e em condições de maior dignidade;
2 - Permitir um melhor atendimento, já que haverá um alargamento de horário, uma vez que, actualmente, algumas das ECA'S (Estações de Correio Auxiliares) funcionam só a meio tempo ou estão abertas apenas duas ou três horas por dia e as sedes das Juntas de Freguesia estão abertas durante muito mais horas.
3 - Permitir a passagem do espaço vago pelo encerramento do posto dos CTT, para as Juntas de Freguesia que não tenham instalações ou tenham instalações insuficientes, ao abrigo da Lei do Comodato.
4 - Nos casos em que a Junta de Freguesia não queira assumir o atendimento, os CTT procuram outro parceiro, no comércio ou associação local, admitindo a possibilidade de manter o balcão aberto se não for possível encontrar alternativa.
5 - Os CTT não saem dos locais onde prestam os seus serviços, pois continuarão a ser os responsáveis por todo o tratamento, transporte e distribuição postal e responsáveis pelo serviço postal universal.

Segundo os CTT, "o serviço prestado pelas actuais Estações de Correio Auxiliares não vão acabar, apenas mudam de mão", e se "os funcionários dos CTT são ajuramentados e têm dever de sigilo, também os funcionários públicos, das Juntas de Freguesia, estão obrigados ao dever de sigilo".

103 das 450 autarquias em que as Juntas de Freguesia não têm sede, passarão a funcionar nos edifícios dos CTT, e nas situações em que não têm pessoal, a transferência dos serviços vai "possibilitar e sustentar o seu funcionamento".

Os CTT e a Junta de Freguesia da Benfeita, já concluíram o processo de transferência, tendo sido assinado um "Contrato de Prestação de Serviços", a partir de 01/03/2004, data em que o novo posto de atendimento entrou em funcionamento na sede da Junta, no Areal, das 09:00 às 12:30 horas.


CARLOS BRANDÃO - 06/03/2004

Assembleia Geral

Liga de Melhoramentos da Freguesia da Benfeita

A Liga de Melhoramentos da Freguesia da Benfeita vai realizar a sua Assembleia Geral, no próximo dia 10 de Abril, pelas 15 horas, na sua sede, na Benfeita, com a seguinte ordem de trabalhos:

1 - Aprovação do Relatório e Contas da gerência de 2003;
2 - Eleição de novos corpos gerentes;
3 - Assuntos de interesse para a Liga (onde se envolverão muitos temas importantes).

Carlos Brandão
JORNAL DE ARGANIL - 22/01/2004

Restaurante e Bar/Café

Liga de Melhoramentos da Freguesia da Benfeita

Vem a Direcção da Liga anunciar que receberá propostas, até ao dia 15/02/2004, para aluguer do Restaurante e Bar, na sua sede na Benfeita (Ribeira da Mata).
O caderno de encargos do aluguer será entregue aos interessados que o solicitem por escrito, para a sede da Direcção:
Rua da Venezuela, nº 6-2º Esqº
1500-620 LISBOA.

A DIRECÇÃO,
O Presidente,
Carlos Alberto da Silva Brandão (Eng.)


JORNAL DE ARGANIL - 01/01/2004

FESTA DE NATAL NO CENTRO DE DIA

Realizou-se no dia 18 de Dezembro o convívio do Centro de Dia. Às 11 horas foi celebrada missa pelo nosso pároco, à qual assistiram muitos utentes, que depois se dirigiram aos baixos do Centro onde lhes foi servido um apetitoso beberete.
Subindo ao 1º andar, realizou-se ali uma pequena homenagem a Manuel Simões, com descerramento de uma fotografia, pois foi um dos grandes obreiros do Centro de Dia.
O padre dr. António Dinis, Carlos Cerejeira e José Bernardo Quaresma, proferiram algumas palavras sobre a figura do homenageado, pelo que fez e desenvolveu pela Benfeita.
Depois do almoço, bem servido aliás, ainda houve quem dissesse algumas palavras sobre o momento: o pároco, o presidente da Junta e tesoureiro do Centro, a assistente social, drª Elisabete Cordeiro e Hermínio Dias. Entretanto deu-nos o prazer da sua visita a drª Maria do Rosário Pimentel, ex-assistente social daquela casa, aproveitando para felicitar todos os presentes, incluindo alguns das extensões de Monte Frio e Pardieiros, recordando os tempos passados, o que a sua presença deixou todos satisfeitos e alegres.
Foram depois sorteados dois Cabazes de Natal, que por sugestão da assistente social, foram compostos por prendas que os utentes levaram e cujas rifas foram vendidas pelas funcionárias. E por coincidência, o primeiro cabaz coube ao número adquirido pela assistente social; e o segundo ao nosso amigo António Martinho, que por sua vez o ofereceu e assim tendo revertido o seu resultado ao Centro.
Mas a festa não podia acabar sem a merenda, onde o bolo-rei e o arroz-doce e outros sabores não faltaram.
No final da festa, num gesto muito bonito, a drª Elisabete Cordeiro entregou um lindo ramo de flores a D. Filomena dos Anjos, por ser a utente mais idosa ali presente, com 94 anos.

FESTAS DAS CRIANÇAS

No dia 21 de Dezembro realizou-se a Festa de Natal das Crianças do 1º Ciclo, no salão da sede da Liga de Melhoramentos, na qual participaram os pais das crianças e muita gente que se quis associar a mais esta festa bonita e enternecedora.
Pela mão do seu prof. Américo China, as crianças apresentaram peças teatrais e por isso a população lhe está grata por ver que há alguém que se vai lembrando das nossas crianças, mesmo fora do tempo de aulas.

MINA

2017201620152014201320122011201020092008200720062005 |  2004 |  2003